segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Escolhido Fui, Escolhido Sou! Por Flávio Oliveira

"Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda."  (João 15:16)


Não fomos escolhidos por algo específico que fizemos, as boas ações não nos fazem pessoas espirituais e merecedoras do amor de Deus, devemos praticar o bem, mas não é isto que irá nos salvar. Muitos ouvem a mensagem do Evangelho e continuam tendo o pensamento enfermo e morto em seus delitos porque não creem. "A obra não justifica o homem diante de Deus."

Não há nada que possamos fazer para que sejamos merecedores do amor de Deus. Quando olhamos para a palavra, vemos a nossa condição de pecadores devemos ser eternamente gratos ao Senhor e ter uma vida dedicada à Ele,  pois ainda sem merecermos, recebemos o amor de Deus.

A condenação eterna é o destino de todo homem que não crê em Deus. Se não acreditarmos e entregarmos nossa vida a Ele, nosso destino final será o inferno, mas o amor de Deus vem para nossa vida e interrompe com soberania este processo. 

Deus muda o rumo de nossa vida. Nós éramos condenados, mas o amor de Deus nos da liberdade. Hoje somos livres para ouvir a voz do Senhor que vem por intermédio do evangelho, somos libertos dos nossos pecados.

O operar de Deus em nossa vida nos leva até Ele. O amor de Cristo penetrou nossos corações e abriu nosso entendimento de uma maneira tão soberana que nos capacitou em depositarmos toda nossa confiança em Nele.

Quando olhamos para o mundo, vemos mortes, crimes, adultérios, vemos que o homem está totalmente perdido e morto em seus delitos (Ef 2:1), por isto vemos tanta maldade neste mundo. O pecado afeta todas as decisões, pensamentos, emoções ou seja todas as suas faculdades incapacitando o homem de buscar a Deus, chamamos isso de depravação total pois isto demonstra toda extensão do pecado na vida e a necessidade do agir de Deus em nós para sermos salvos. A escravidão do pecado privatiza o homem de ter uma vida espiritual. 
  • Pensamento afetado pelo pecado:

"E viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente."  (Gênesis 6:5)

  • Desejos e emoções dominados pelo pecado, eramos filhos da ira:

"Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também"  (Efésios 2:3)

  • Inclinação da carne é morte, todos nós estávamos mortos em nossas inclinações:

"Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz."  (Romanos 8:6)

  • Coração contaminado e enganoso:

"Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o poderá conhecer?" (Jeremias 17:9)

"Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele conduz à morte." (Provérbios 14:12)

O coração do homem é enganoso. O homem sem Deus escolhe caminhos que parecem de paz, mas normalmente não são. Somos afetados por aquilo que nos cerca. 


É por isto que precisamos de Deus nos guiando! Nos regenerando, precisamos nascer de novo que é um nascimento do alto, para que sejamos salvos em Cristo e assim sairemos de uma vida de incerteza para uma vida certa, com os nossos olhos voltados de fato para o Autor e consumador na nossa Fé.

"E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados,"  (Efésios 2:1)

Sem a ação de Deus em nós jamais buscaríamos o Senhor, porque um morto jamais faz escolhas, um escravo jamais se declara livre;


"Como está escrito: Não há justo, nem sequer um. Não há quem entenda; não há quem busque a Deus." (Rom 3: 10-11)


 "Mas quando vivificados por aquele que nos escolheu, então cremos e nele regozijamos."



Mas, a todos quantos o receberam, aos que creem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus; (João 1:12)

Nós, que somos filhos de Deus, somos conduzidos pela graça de Deus, e pela ação de Deus ele nos vivificou e passamos a crer nele. Assim somos frutos da ação de Deus em nós.


Não viva de qualquer maneira o Evangelho de Jesus reconheça e seja grato ao amor de Deus, volte sua vida para somente adora-lo. 

Viva somente para Glória de Deus! Pois ele te escolheu e te deu vida eterna em Cristo!



Em Cristo!
Flávio Oliveira


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...