terça-feira, 16 de setembro de 2014

O que estão fazendo com o Culto a Deus? Por Flávio Oliveira

Vemos atualmente uma teologia corrompida, que direciona o culto para o homem e não para Deus. A inversão de valores dentro das Igrejas está tornando-se cada vez mais evidente, muitas usam o louvor para motivar o homem e não para engrandecer o nome do nosso Deus, usam a Palavra de maneira distorcida para satisfazer os ouvintes.


Hoje vemos muitos movimentos que propagam falsas doutrinas, falsos mestres que distorcem a verdade de Cristo, e apresentam a Deus como gênio da lâmpada e não como Senhor dos Senhores.

Não podemos vir à Igreja para pedir, pedir e só pedir coisas para Deus, e sim para cultuar a Ele e reconhecer Seu Poder e sua Soberania. O objetivo de algumas igrejas é que as pessoas sejam apenas confortadas com a palavra, mas não confrontadas pelo pecado. Sei de algumas que proíbem de pregar contra o pecado e usam de argumentos que o homem já tem muito sofrimento no seu dia a dia e que precisa de uma palavra de animo.

Certa vez ouvi em uma ministração que bastasse o problema de cada dia, que não se era necessário falar da Cruz. Pergunto que evangelho é esse? Que esses movimentos propagam! Com toda certeza é um evangelho falso que formam falsos cristãos, fala do sobrenatural o tempo inteiro e cada vez mais se parecem com o mundo! Não podemos nos calar!

"Aos quais convém tapar a boca; homens que transtornam casas inteiras ensinando o que não convém, por torpe ganância." – (Tito 1:11)


 Devemos sim confrontar nossas vidas, nossos pecados com a Palavra do Senhor, para que haja compromisso com Deus. Sem confronto da palavra em nossas vidas, não seremos transformados! A Palavra deve ser a nossa única regra de Fé.

Além disto, estamos negando Deus quando o cultuamos de forma errada e de qualquer maneira. Não podemos buscar a Deus de qualquer forma, não podemos comparece de qualquer maneira, mas sim como as escrituras ensinam, com reverência, coração contristado, segundo a sua Palavra.

"Retendo firme a fiel palavra, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para admoestar com a sã doutrina, como para convencer os contradizentes." – (Tito 1:9)

Devemos reverencia-lo, pois o temor do Senhor é o principio da sabedoria. Deus é Santo, assim como todos seus atributos. Quando vamos cultuar a Ele, devemos fazer isso com compromisso e respeito, trilhando o caminho da santidade.

O culto publico precisa ser estruturado e organizado e não deve ser feito para emocionar e sim para Adorar o Criador, claro que em algum momento nossas emoções podem ser tocadas, porém não deve ser o ápice do cultuar a Deus.

Vemos na igreja contemporânea o culto como um momento para dançar, pular, gritar, se esbaldar em uma festa que parece mais uma bagunça do que um momento de louvar e engrandecer o nome de Deus que é Santo. Geralmente nestas igrejas o momento do culto é uma andança, o louvor é longo e o momento da pregação não passa de 20 minutos.

Pessoas que acostumaram com cultos nestes moldes não se sentem abençoadas se não tiverem uma motivação, ou um arrepio durante a Palavra. A maneira como nós cultuamos a Deus, diz muito sobre nosso entendimento do evangelho.  Quem entende o Evangelho, cultua a Deus. Por outro lado, quem não entende, cultua a si mesmo.

Infelizmente, muitas pessoas abandonarão a Igreja de Cristo e irão atrás de Igrejas que as motivem e preguem o que elas querem ouvir e não a Palavra de Deus.

Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; (2 Timóteo 4:3)

Muitas pessoas passam a vida assistindo coisas que suplantam a palavra de Deus, passam a semana inteira sem orar, ser ler a bíblia, sem buscar ao Senhor, sem se lembrar do seu Salvador e argumentam que não tem tempo para Deus. Negligenciam a vida espiritual.

Não entendem que o culto não é só na igreja, e sim da hora que levantamos até a hora que vamos dormir, não permita que suas atitudes digam ao contrário daquilo que você crê!

"Confessam que conhecem a Deus, mas negam-no com as obras, sendo abomináveis, e desobedientes, e reprovados para toda a boa obra." – (Tito 1:16)

Não negligencie o Culto pessoal a Deus, pois se assim o fizer certamente fracassará em cultuar a Deus no culto publico.

O momento do culto tem que ser para adorar a Deus, agradece-lo pelo seu amor e por ter nos resgatado de tão grande perdição que nos encontrávamos. Cristo deve ser o centro do culto! E não o homem.

Cultue a Deus na Igreja, na vida pessoal e no seio da família! Seja sua vida um culto a Deus.

Em Cristo!
Flávio Oliveira 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...